Salina: A última vértebra

Salina (a última vértebra) conta a saga da personagem que dá nome ao espetáculo. Casada à força e violada por seu marido, ela dá à luz Mumuyê Djimba, um filho que ela detesta tanto quanto o pai. Acusada de deixar o esposo morrer agonizante num campo de batalha, Salina é banida de sua cidade. Exilada no deserto, ela alimenta seu desejo de vingança. Da sua ira, nasce Kwane, que trava uma guerra com seu irmão, Djimba, até que uma reviravolta surpreendente acontece no destino de Salina.
Inédita no Brasil, a obra é composta por elementos da tragédia grega e da epopeia africana, onde encontramos o épico, as paixões, o combate e a parte sombria do indivíduo. O espetáculo integra o conto, o jogo, a música e a dança. A música é tocada ao vivo, com instrumentos tradicionais africanos e afro-brasileiros.
Texto: Catraca Livre


Serviço:Registro fotográfico da peçaData:7 de junho de 2015Mais fotos:www.facebook.com